Cuidados com os Dentes

15/09/2012 08:58

 

O Diabetes Mellitus é uma doença infecciosa assintomática e indolor que evolui silenciosamente no paciente, atingindo-o em todos os órgãos. Na boca não é diferente e pode manifestar diversos sinais e sintomas como:

- Xerostomia (redução da quantidade de saliva na boca) causa aftas, úlceras, quelites e a cárie;

- Infecções oportunistas: candidíase e lesões herpéticas;

- Doenças periodontais: gengivite e periodontite.

O que é a doença periodontal?

É uma infecção que destrói o osso e os demais tecidos que suportam o dente. A causa principal é o acumulo de placa bacteriana. O diabetes pode acelerar o processo de destruição óssea. Sem o tratamento, a doença peridontal leva à formação de bolsas periodontais, de sangramento gengival, do aumento da mobilidade dental e, por fim, a perda do dente. As doenças periodontais mais comuns são a gengivite e a periodontite e ambas tendem a se manifestar nos pacientes diabéticos de uma maneira mais agravada, dificultando o tratamento médico e dentário.

A Influência da doença periodontal na diabetes

Além do efeito do diabetes sobre a doença periodontal, o inverso também acontece. Pacientes diabéticos que apresentam a doença periodontal demonstram um pior controle metabólico do que os diabéticos sem a doença periodontal. Isso acontece porque, como em qualquer outra infecção, a doença periodontal aumenta a resistência dos tecidos à insulina. Estudos indicam que o tratamento periodontal realizado em diabéticos é capaz de melhorar o controle metabólico destes pacientes.

Foto do raio x demonstra dentes sadios, sem perda ossea em volta dos dentes (à esquerda) e raio x apresenta perda ossea em volta dos dentes, ocasionada pela periodontite (à direita):

Cuidados_com_os_dentes

Doença Periodontal em estado grave:

Cuidados_2

/

Como evitar problemas dentários associados ao diabetes?

- Controlar o nível de glicose no sangue;

- Consultar sempre seu médico;

- Cuidar muito bem dos seus dentes e gengivas através de uma boa escovação (sempre depois das refeições);

- Utilizar o fio dental diariamente;

- Realizar consultas periódicas ao dentista que fará exames minuciosos de toda a cavidade bucal.

Fonte:http://www.idj.org.br/idj/index.php?option=com_content&view=article&id=126&Itemid=1