Nutrição Funcional

28/06/2012 09:16

 

 
 
Ração humana não substitui refeição
por Patricia Davidson Haiat

Ração humana - "É um suplemento nutricional natural à base de quinua real e de cereais integrais 100% naturais, para ser adicionado diariamente às refeições e garantir uma rica quantidade e variedade de vitaminas, proteínas e fibras, que nem sempre são encontradas nas refeições habituais"

A ração humana começou a ser divulgada há dois anos atrás e foi um verdadeiro sucesso de venda.

É um produto que pode ser utilizado como mais um suplemento de fibra e tem indicação também para perda de peso, já que promove uma saciedade mais prolongada. O produto ajuda a aumentar a ingestão de fibras que na maioria das pessoas está abaixo das recomendações de 30g diárias. 

Esse produto não é substituto de refeição. Ou seja, não dá para trocar um almoço por um suco batido com ração humana, a pessoa acabará tendo deficiência na ingestão de proteínas e de vitaminas e minerais.

É um suplemento nutricional natural à base de quinua real e de cereais integrais 100% naturais, para ser adicionado diariamente às refeições e garantir uma rica quantidade e variedade de vitaminas, proteínas e fibras, que nem sempre são encontradas nas refeições habituais. Não basta apenas ingerir todos estes nutrientes, pois a absorção destes pelo organismo através da digestão depende de uma combinação balanceada. 

A composição da ração humana ajuda a limpar o aparelho digestivo através de uma grande quantidade de fibras. O estômago e o intestino limpos e livres de toxinas às vezes depositadas durante anos, conseguem absorver os nutrientes que provocam as mudanças e benefícios ao organismo. 

Nutrida, a pessoa tem menos tendência de comer de forma. Isso ajuda a manter a disposição e ajuda na redução de peso. Outros benefícios da ração humana são os seguintes: contribui para fortalecer a pele, os cabelos, as unhas e para evitar celulite. 

Uma outra questão que temos que estar atentos é em relação à sensibilidade alimentar (alergia alimentar). Muitas pessoas fazem sem perceber uma repetição no consumo de alimentos no seu dia a dia o que cria sensibilidade alimentar. Por isso é importante rodiziar no dia a dia combinações diferenciadas que não englobem tantos itens juntos.

Nada é milagroso e tudo depende da alimentação como um todo. Não adianta acrescentar a ração humana e continuar comendo gordura, açúcar e sal. E cada caso é um caso, a ração humana não é um produto que possa ser indicado para qualquer paciente, os intolerantes ou alérgicos ao glúten não podem consumir, por exemplo. Por isso, na maioria das vezes prefiro fazer misturas de poucos ingredientes, até 3, para que os nutrientes estejam em boas quantidades e promovam bons resultados. 

A principal crítica é justamente pela grande mistura, com isso, a quantidade dos componentes no produto final seria pequeno e não traria os muitos benefícios prometidos. Além disso, por conter muitos farelos, essa mistura pode ter quantidades consideráveis dos chamados fatores antinutricionais que interferem na absorção de zinco, magnésio e cálcio.

Não podemos negar a boa quantidade de fibras do produto, mas as vitaminas e minerais dos ingredientes realmente não estão em quantidades que possam fazer alguma diferença na alimentação. 

O nome ração é somente um nome fantasia criado para o produto e não pode ser chamado de “alimento perfeito” de maneira nenhuma, como muitas pessoas imaginam. Deve ser encarado somente como um suplemento e não um substituto de refeição.

Ração humana: ingredientes e propriedades:

Quinua real 

O “grano madre” considerado o verdadeiro tesouro escondido da civilização inca. Espécie nativa da região do Altiplano Boliviano, encontrada a 3.800 m na Cordilheira do Andes. Qualificada pela Academia de Ciências dos EUA como o melhor alimento de orígem vegetal para consumo humano. Selecionadada pela NASA para integrar a dieta dos astronautas em voos de longa duração, por seu extraordinário valor nutritivo. Possui um excepcional balanço de 20 aminiácidos, entre eles a metionina e a lisina, responsáveis pela formação da proteína completa. Seu valor nutritivo só é comparável ao leite materno.

Agar agar 

É uma mucilagem rica em minerais, extraída de várias espécies de algas aquáticas. Utilizado para tratamento de obesidade e prisão de ventre, devido às propriedades que ajudam a controlar o tempo certo do trânsito intestinal, para que haja a absorção correta dos nutrientes evitando fermentação. 

Aveia 

Contém uma espécie de goma, que envolve as moléculas gordurosas, dificultando sua absorção pelo organismo. Rica em vitamina B, proteínas, ferro, cálcio e carboidratos, atuando na formação dos ossos e do sangue.

Cacau 

Contém os minerais: cromo, ferro, magnésio, potássio e fósforo. Não contém açúcar, é fonte de energia e estimulante da produção de serotonina, o hormônio do bem-estar e do bom humor.

Fibra de trigo 

É a película externa da parte comestível do grão de trigo, que é moído sem passar por processos de beneficiamento, mantendo assim todos os seus nutrientes e vitaminas essenciais ao funcionamento do metabolismo. Rico em proteínas, fibras e ferro.

Farinha de arroz integral 

Esta farinha preserva a película e o gérmen dos grãos onde está a maior parte dos nutrientes. Possui grande quantidade de fibras, vitaminas B1, B2, B5, B6 e é regenerador do sistema nervoso. 

Farinha de casca de maracujá 

Esta farinha tem como propriedade o controle da taxa de açúcar no sangue por ser rica em pectina, uma fibra solúvel que no nosso organismo forma um gel, dificultando a absorção de carboidratos de uma maneira geral, inclusive da glicose. É um suplemento indicado como fibra alimentar, regularizador da função intestinal; é eficaz no combate de diabetes e do colesterol. A casca do maracujá (parte branca) é rica em pectina, niacina (vitamina B3), ferro, cálcio e fósforo.

Farinha de milho 

Muito energético, o milho traz em sua composição vitaminas A e do complexo B, proteínas, gorduras, carboidratos, cálcio, ferro, fósforo e amido. As cascas dos grãos são ricas em fibras. 

Extrato de soja 

Obtido a partir do tratamento térmico e moagem, mantém integralmente as características nutricionais do grão. É rico em isoflavona e possui vitaminas do complexo B, proteínas e os minerais, cálcio, fósforo e magnésio.

Gergelim com casca 

Aumenta a atividade e o reflexo cerebral, restaura a vitalidade, a capacidade sexual e ameniza os efeitos de sobrecarga física. Fonte de reposição de cálcio.

Gérmem de trigo 

Oriundo da base do grão do trigo, onde há a maior concentração de seus nutrientes. Rico em sais minerais, proteínas e vitaminas do complexo E, B e K. Auxilia no desenvolvimento e no crescimento. 

Guaraná em pó 

Contém alto teor de cafeína. Tem ação tônica contra a arteriosclerose também é conhecido pelo seu efeito afrodisíaco. 

Levedo de cerveja 

Indicado às pessoas que dispõem de intensa atividade física e mental. Repõe sais minerais e vitaminas, fortalecendo o sistema imunológico. Rico em vitaminas do complexo B, manganês, cromo e fósforo.

Semente de linhaça 

Rica em ácidos graxos, Omega 3, Omega 6, proteínas, sais minerais, vitaminas e aminoácidos essenciais. Auxilia e ameniza os distúrbios causados pela tensão pré-menstrual e menopausa.

Fonte:http://www2.uol.com.br/vyaestelar/racao_humana.htm